Consultório de Psicologia de Belo Horizonte

Depressão

Além de fatores biológicos, sabemos que a adolescência também sofre grande influência do ambiente familiar, social e cultural que o sujeito está inserido, portanto para analisar tais mudanças, ou entender a adolescência, é necessário levar em consideração todos estes fatores, e tomando como importante a questão de que esta fase não pode ser vista através de conflitos e processos internos, mas como um processo de fatores biossociais, com importante caracterização em valores de grupos e infinidades de papéis que precisam assumir.

O desenvolvimento mental na adolescência se realiza através da utilização mais desenvolvida da percepção, imaginação, atenção e memória lógica. O pensamento fabulador ou mágico, encontrado na infância, é substituído por pensamentos sustentados através de fatos reais, apresentando maior controle da imaginação. Acontece o desenvolvimento da consciência de si mesmo, é atraído pela sensibilidade interna e experiências afetivas, alem do desenvolvimento do senso crítico. Na adolescência também ocorre uma maior capacidade de utilização da atenção voluntária, aumento da sensibilidade na percepção de estímulos ambientais, pois existe um aumento na participação de ambientes sociais e culturais.

Até atingir a adolescência, a criança já passou por variadas questões emocionais e, neste período, passa a lutar pela maturidade emocional, para que possa ser capaz de atender suas próprias necessidades, impulsos e desejos e , atender também, as exigências sociais de maneira positiva. Este processo depende muito das experiências emocionais anteriores.

“A criança , cujas necessidades de carinho e afeição foram satisfeitas, comumente tem os fundamentais sentimentos de segurança que a capacitam a enfrentar o stress da adolescência, com um considerável grau de resistência. Se, através dos anos, foi ajudada a entender a si e aos outros , a identificar seus alvos e valores, a resolver seus problemas e a ajustar-se as mudanças, em si mesmo e no ambiente,estará bastante fortalecida para enfrentar as tensões emocionais da adolescência.”
(Psicologia da Adolescência – Dinah Martins de Souza Campos – Editora vozes- 19 edição 2002)

Dessa forma, pode-se perceber o quanto o aspecto emocional é importante para o desenvolvimento da adolescência, para entender o adolescente é necessário que se entenda sua maneira de sentir, juntamente com o que pensa e faz. Deve-Se também estar atento as emoções que o adolescente tenta esconder, os sentimentos em relação a si mesmo e aos outros. A situações que despertam emoções nos adolescentes são infinitas, uma vez que precisam lidar com situações não vivenciadas anteriormente.

A adolescência não é apenas um período entre a infância e a vida adulta, é mais que isso, é uma fase de mudanças significativas biopsicossocial. A infância tem papel importante neste período, pois a mesma influencia o sujeito que se tornará o adulto de amanha.

Paloma Santos e Paola Santos