Consultório de Psicologia de Belo Horizonte

Análise Existencial

“O Existencialismo valoriza o homem enquanto indivíduo, prezando sua singularidade, preocupando-se com a experiência subjetiva ou interior. Entende-se que o homem não existe para uma finalidade, mas que o mesmo se faz diante da sua própria existência. Existir é ter um sentido e a falta deste gera ansiedade, descrença em si mesmo; o indivíduo se vê de encontro a um nada, a uma busca incessante dele mesmo. A prática existencialista leva em conta o homem com todas as suas diversidades, respeitando suas escolhas, angústias, temores e legitimidade.
O terapeuta existencial procura entender todas as peculiaridades do homem, levando em consideração a experiência cotidiana, pois é a partir do existir concreto do homem que se revela o seu modo de ser.
O terapeuta é aquele que ajuda o outro encontrar seu próprio caminho, diante das possibilidades, o caminho para dentro de si mesmo."